Animes: 77% das exportações de conteúdos da TV do Japão

Por Gabriel Fernandes em

Shueisha / Toei Animation Divulgação

De acordo com um relatório do ano fiscal de 2016 divulgado pelo Ministério de Assuntos Internos e Comunicações do Japão, o valor arrecadado com exportações de conteúdos de mídia foi de 39,35 bilhões de ienes (US$ 358 milhões). O valor representa um aumento de 36% em relação ao ano anterior, porém uma comparação inválida, visto que neste ano houveram adições nos conteúdos analisados na pesquisa, como os direitos da criação de jogos que foi incluída no merchandising.

Os quesitos analisados com suas respectivas porcentagens foram: merchandising com 32,7%, direitos de exibição 31,4%, direitos de streaming 26,9%, direitos de remakes 5,3%, direitos de DVD 2,3% e outros com 1,4%. 58,7% dos conteúdos exportados foram para Ásia, 27,2% para América do Norte, 8% para Europa, 1,6% para América Latina e 4,6% para outras regiões.

Animes foram o principal conteúdo da televisão japonesa exportado, representando 77,1% do valor total e 84,2% do valor arrecadado com direitos de exibição. O gênero foi seguido por séries de TV com 10,2%, 9,7% de programas de variedade, 0,6% de documentários e 1,7% de outros.

Especificamente, os lucros do anime vieram 58% da Ásia, 29,1% da América do Norte, 7,7% da Europa, 1,7% da América Latina e 3,4% de outras regiões. Eles representaram a maioria desses faturamentos de exportação na Ásia, América do Norte e Europa. Na América do Norte conseguiu o feito de representar quase todos os lucros com exibição, ao alcançar 95,3% nessa área.

Comentários
  • Kaio Honorato Rodrigues

    Loucura!

  • Léwow

    Na América do Norte ainda tem o Toonami, Funimation e além do Cr de lá ter muito mais animes no catálogo q os daqui é óbvio q o lucro por lá seria bem maior

  • toygame lan

    o problema que o japão não sabe aproveitar o produto que tem,alem de ter preconceito com adultos vendo anime,eles não criam platformas para melhorar toda a industria

  • Diego Miyabi

    Vai Brasil kkkkkkk

  • Victor

    Até eu pensava qua a AL dava mais que isso e pelo que dizem da Europa espereva que contribuísse com mais.

  • Tori

    Agora vocês sabem porque não temos muito investimento.
    Nem chegamos a 2% ainda.

  • Alice

    O Japão deveria criar uma lei, onde cada estúdio de animação, deveria ter um número máximo de animes a serem produzidos. Dessa forma, os animadores seriam tratados como ‘gente’ e a animação seria melhorada! Tem muitos animes bons, com histórias excelentes, mas que são destruídos pela péssima animação.

    • Tori

      fazer isso é querer cortar pela metade o dinheiro que você ganha.
      vários animes de uma vez rende bastante marketing e movimenta o japão.

      • Artur Moreira

        Mas não aumenta o salario dos animadores so da mais trabalho pra eles.

        Mas voce ta pouco se lixando pra isso ne?