Cavaleiros do Zodíaco: roteirista do anime da Netflix fala sobre Shun

Por Nielsen Souza em

Netflix / Toei Animation / Divulgação

A Netflix literalmente “parou o mundo” após apresentar o primeiro trailer do remake de Cavaleiros do Zodíaco, e como era de se esperar, o que mais causou polêmica foi sim a mudança de Shun, que agora é uma mulher e se chama Shaun, fazendo que com o personagem liderasse o trending topic do Twitter por sete horas, segundo informa o Cavzodiaco. Sobrou até mesmo para o roteirista da nova série, Eugene Son, que precisou lidar com a fúria dos fãs mais raivosos, e se viu obrigado a explicar todas as razões que levaram a tal mudança.

Segundo ele, a equipe pensava em fazer poucas alterações, mas que era preciso modernizar a história, que mantém até hoje, e de forma positiva, a mesma fórmula que a consagrou ao longo de seus 30 anos de existência. Ele disse que o anime sempre teve muitas mulheres fortes, mas que era preciso ter uma no papel de protagonista, e partindo deste princípio, Shun se transformou em Shaun. Eugene disse que no passado era muito mais aceito ver um grupo de homens lutando para salvar o mundo sem nenhuma mulher ao redor, algo comum naquela época, e que se isso fosse mantido nos dias atuais poderia ser visto de foram negativa, já que o padrão atual é homens e mulheres trabalhando em cojunto.A equipe de produção se questionou e pensou no que fazer.

Descartaram colocar Marin ou Shina como Amazonas de Bronze, Saori (que agora se chamará Sienna), ser transformada numa guerreira, ou Shunrei e Miho (Minu) terem poderes. Também pensaram numa personagem feminina inédita, mas que isso seria forçado demais e distante da realidade. Após diversas discussões, todos chegaram a conclusão que Shun de Andrômeda seria o ideal para isso. A ideia foi levada adiante, e a equipe se deu conta do potêncial que o personagem teria na série com esta mudança. Eugene explicou ainda que o conceito original não foi alterado, as correntes continuam sendo sua arma de defesa e Shaun aprendeu a lutar com a ajuda do irmão que sempre a protege, algo também mostrado no anime original, apesar de toda discussão que poderia causar. O roteirista disse que até mesmo a Toei Animation ficou em dúvida quanto a mudança e perguntou se ele realmente levaria adiante.

Eugene destaca estar ciente das críticas dos fãs, mas que entende se algum deles lhe disser que o anime não foi feito para eles. Son comparou a situação em Cavaleiros do Zodíaco a algo que havia visto quando era criança numa série da TV americana (Battlestar Galactica), não gostou muito da troca, mas continuou assistindo e curtiu. Ele finaliza dizendo que o remake será bem agradável e pede aos fãs para acompanharem.

Qual é sua opinião sobre o assunto? Cavaleiros do Zodíaco estreia na Netflix em 2019.

Comentários
  • Seto Kaiba

    Shaun de Andromeda e Sienna…

    Na verdade, essas explicações me deixaram mais insatisfeito.
    E olha que eu fiquei até neutro nessa questão…

    O melhor mesmo seria realmente colocar uma personagem inédita e deixar um dos bronzeados principais na reserva para casos especiais.

    No twitter, o pessoal tá pirando dizendo que o Shun representava a mudança de visão dos homens pela sociedade, que homem não precisa ser machão, pode ser sensível. E que ele não é homossexual porque tem a June.

    E questionam porque Ikki, Shiryu ou o Hyoga não viraram mulheres. O preferido do povo era o Hyoga, porque ele não tem crush oficial, se bem que fãs das Freyas e da Eiri questionam isso.

    • Lucas Baldez

      “O melhor mesmo seria realmente colocar uma personagem inédita e deixar
      um dos bronzeados principais na reserva para casos especiais.” Esse personagem de reserva já existe, se chama Ikki, ele só vem para salvar o Shun. kkk

    • Marcos Colares

      Concordo totalmente!

    • Mateus

      Esse ponto de vista foi realmente bom, esse personagem ainda seria o Ikki de Fênix. Podendo assim Shun ganhar mais dignidade, Tendo que Ikki aparece menos, Shun derrotaria mais. No caso da Saori, Sem palavras, Porque mudou para Airton Airton Airton
      “Sienna” do Brasil.

  • Caio Martins

    mudam o nome e o gênero do menino ainda pra piora muda o nome da saori pra sienna, nao aceito isso. nao vamos ter o direito de ouvir o seiya grita saooriii . meu cancela essa merda enquanto é cedo. e refaça do modo correto.

    • Concordo, Sienna e a maior idiotice pior até que o Shun

  • shinokun

    Se ele tivesse pesquisado um pouquinho teria visto que existem “mulheres cavaleiros” em outros mangas de CDZ, inclusive Saintia Sho que se passa ao msm tempo do original. Só usá-las na adaptação.

    E animes antigos de sucesso não se “modernizaram” dessa maneira. DBZ só tinha a 18 de guerreiros Z. Por isso adicionou personagens femininos fortes que não são necessariamente vilãs, não precisou fazer cirurgia em nenhum personagem.

    • Lucas Baldez

      Seria legal um novo universo com as saintias, seria uma excelente oportunidade de juntar novos fãs com os antigos.

      • Pedro Nobrega

        Infelizmente os fãs br antigos são tão ignorantes que sabem nem que os animes são mangás adaptados, aí quando viram o anúncio do Saintia Shô tds só sabiam falar “quem lacra não lucra; podendo fazer continuação do Lost Canvas e eles trazem essa porcaria; Saori vai ser um homem então?”

  • Mr.L

    Qual era a dificuldade de criar uma subtrama que tivesse a shina ou Marin tendo destaque? Ou então fazer a Saori(me recuso a chamar por esse novo nome) ser mais ativa e não só uma Peach da vida?

    • SaintARMOR

      Esse “novo” nome se não me engano é o nome que deram à Saori na dublagem em inglês censurada da DiC, feita em 2003. Só estariam reutilizando, se assim for.

      • pg

        agora só falta chamarem o Máscara da Morte de Mephisto como naquela versão também…

    • No Brasil espero que a dublagem seja mantida Saori americano gosta de mudar nome e que vá pra fela da gaita que e o lugar deles.

    • Anubis_Necromancer

      Peach já teve jogo solo do qual salva o Mario.

  • Posso estar errado, mas pelo visto o nome de todos os personagens serão trocados e isso já será algo que pode irritar os fãs mais do que o genderbend de Shun.

    • Lucas Baldez

      Fico pensando, será se a dublagem aqui não vai corrigir esse erro dos nomes alterados?

  • Saitama

    Agora ele tá vendo a cagada que fez…

    • SaintARMOR

      A questão é que como americano ele não tem um pingo de nostalgia ou conhecimento prévio da série. E por outro lado, a Toei e o Kurumada com este novo anime só querem popularizar Saint Seiya no único mercado relevante do mundo onde a série nunca fez sucesso, que é a América do Norte.

      • Na Alemanha e em alguns países da Ásia essa franquia também não é lá essas coisas.

      • E tipo isso mesmo produto pra fã original e só os japones mesmo esse e feito sob medida prós gringos

      • Saitama

        E estão começando bem, até no canal americano da Netflix no YouTube o trailer tá lotado de dislikes.

  • Ademilson Molotrovik

    Tomara que modfiquem bastante a história.,Já sei o que acontece na original, se for pra ver as mesmas coisas que têm a obra original assistiria o clássico ou leria o mangá novamente. Agora quero ver como será o comportamento do IKki , já que têm uma irmã. Mudem , modifiquem , só não deixem grandes franquias na geladeira, se prestar blz, se não prestar paciência.

    • Se inventarem de transformar essa Shaun numa “imouto” eu dropo essa série fácil :v

      • Pedro Nobrega

        Prefiro ver um mlk afeminado gritando “IKKIIIII” toda hora do que uma garota (que provavelmente vai ser fraca) gritando “Onii-chan >w<)"

    • Juniorbf41

      O anime tem bastante coisa diferente do mangá graças aos muitos fillers.

  • Só fizeram isso em prol de uma representatividade barata, já que mudaram o personagem menos popular entre os cavaleiros de bronze, e justamente aquele que era visto como “fracote” porque não gostava de violência, que usa rosa, e uma armadura de mulher. Ele disse que a corrente continua sendo a sua arma de defesa, significa que ela não vai ser usada no modo de ataque, função que ela também tem? Então ela vai ser a tipica menina suporte do grupo?

    Não precisavam transformar a Shina ou a Marin em amazonas de bronze, bastava dar um papel mais importante pra elas, fazerem acompanhar o grupo, ter um papel ativo nas batalhas. Bastava não colocar a Saori como a princesa pra ser resgatada. Athena também era deusa da guerra. Hades e Poseidon lutavam, por que ela não poderia também? Não quiseram mudar demais? Então pra que fazer algo igual ao que a gente já tem?

    Essas declarações e essa Shaun de Carneiro não me convencem.

  • Matheus Santos Xavier

    Ele podia resumir isso para: Eu quis lacrar!

    • anderson

      Mas são justamente os SJWS que querem linchá-lo por essa escolha(na visão deles mulheres pacifistas – mesmo parcialmente-são mau exemplo).Apesar de tudo esse remake não me causou tanta estranheza quanto a She-ra “only in name” e vou dar uma chance.Só espero que se a série continuar a Toei tenha a coragem de vetar outras mudanças radicais.

      • Matheus Santos Xavier

        Querer lacrar não significa que conseguiu lacrar.

        • Juniorbf41

          Eles conseguiram unir lacradores e anti lacradores contra essa nova versão,impressionante.

    • Tipo isso mesmo

  • João Carlos

    Aposto que os mesmos oldfags que zoavam o Shun por ser afeminado (Como se fosse crime isso) estão tendo um ataque porque agora ele é uma mulher (Que combina muito mais)

  • Jardel

    Outra alteração: Saori agora virou um carro. :v

    • Pedro Nobrega

      Agora vão poder canonizar os cavaleiros de aço e transformar ela em um também v:

  • Justiceiro

    Padrão Netflix. Muda tudo pra ter “representatividade” e que se dane o resto, já é surpreendente eles não serem colegiais dos EUA

    • Snøw

      Infelizmente a Netflix parece estar preocupada mais em agradar uma minoria do que os próprios fãs. É como eu vi um cara comentar aqui (não me lembro quem é) um dia desses: ela tenta agradar um e acaba que não agradando nem A nem B. Até os ‘lacradores’ não gostaram de ter transformado o Shun em uma mulher.

      • Gabriel Santos

        Nem é questão de agradar pq na hora eles nem assistem. Eles fazem é de proposito pq Netflix gosta disso. Gosta de ser assunto na boca do povo, mesmo que negativamente (olha o Death Note 2 vindo…)

    • Na verdade esse padrão nem é exclusivo dela.
      Tudo que é empresa americana e coloca a mão numa produção japonesa dá aquela “adaptada”, seja no conteúdo que veio de lá, seja com uma produção local baseada.

  • Carmmando Alves

    “pensaram numa personagem feminina inédita, mas que isso seria forçado demais e distante da realidade”

    Como assim não daria certo ??? PQP !!!!

  • Rafael Nogueira

    Pode servir de divulgação também já que o Saintia Sho tá saindo, um anime só de mulheres.

  • Não leia meus comentários!

    Já disse isso e repito ,não me importo com a mudança de gênero do Shun,porque :

    – Primeiro que mudança por mudança ,o anime clássico tem suas mudanças em relação ao mangá e isso nunca foi problema para mim e nem para maior parte do fandom que assistiu Saint Seiya pela Manchete.
    – Segundo que o original e canônico continuará inalterado .

    Mas essa desculpa aí, é bastante risível .
    Irão mudar o gênero do Shun para amenizar o esteriótipo de 30 anos atrás em Saint Seiya mas pegam justo o cavaleiro mais sensível,puro e ingênuo que usa uma armadura com aspectos femininos (cores e aparências) e ainda ganhou fama de ser sempre salvo pelo irmão mais velho .Ele era basicamente o esteriótipo da “donzela em perigo” versão masculina ,então se não mudarem isso também ,vai gerar reclamação do mesmo jeito .
    Enfim bela jogada kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Eduardo Jose de Andrade

    Tô imaginando como sera a cena da casa de.libra hihi, shippo Shaun e Hyoga.

  • Lucas De Sousa Moura

    Jamais vou chamar a Saori de Sienna,mas por que mudaram?

    • Carlos Dimitrís

      porque o netflix quis ue.kkkkkkkkkkkkkkk

      • Lucas De Sousa Moura

        Puxa vida,se essa não é a resposta perfeita,eu não sei qual é

  • shikamaru

    fiquei mais aliviado do jeito que as produções andam pensei que shun seria assumidamente gay ou que no decorrer da serie sairia do armario.

  • Snøw

    Eu ainda não consigo concordar. Faria mais sentido se utilizasse outra personagem, como a Shina ou a Marin ao invés de fazer isso. E essa Sienna, sem comentários…

  • Isso é bem tipico dos ROTEIRISTAS ocidentais. As obras japonesas nunca deveriam ser tocada por eles.

  • Charles Calado

    sera q a Shaun sera o par romantico do ikki? pq ñ daria pra “justificar” os salvamentos do ikki e criar um triangulo amoroso com o yoga

  • Ralf Wigum

    PARABÉNS NETFLIX POR JOGAR A ÚLTIMA PÁ DE TERRA EM CDZ!!!

    AGORA OREMOS AOS DEUSES DO OLIMPO PARÁ QUE SAINTIA SHO SEJA NO MÍNIMO DIGNO DE CARREGAR SAINT SEIYA NO TÍTULO.

  • Yellow Hair

    É por isso que o pucci reseta o universo

  • Samuel Rosa

    A netflix se superou na merda que fez , na vdd a culpa e deste roteirista que tirou o roteiro !@$..

  • pg

    se queriam modernizar de um jeito que não irritassem os fãs e ficasse apresentável pro público atual,era só olhar o Devilman da Netflix,que instantaneamente virou um clássico e finalmente chamou a atenção pra uma franquia que a maioria fora do Japão não dava muita bola…

  • Rafa

    Essa atitude da Netflix e a birra dos fãs pelo motivo bobo de que “O Shun muda a visão do homem na sociedade machista cis-hétero patriarcal opressora matadora de mulher racista misógina homofóbica” mostra por que me afasto cada vez mais desse meio nerd: esquerdista demais.
    Saudades 2004.

  • Se o problema de CDZ era “representatividade”, Saintia Sho já não resolveria essa questão?
    Fora a mudança de nome nos personagens, não ter o sangue que é visto no anime original e o fato de que será todo em CGI (honestamente, eu até gostei desse CGI até porque ele é mais parecido com o do anime do que o CGI do filme, mas eu esperava a mistura de animação tradicional com CGI, visto em vários animes da Netflix), o fato é que essa animação da Netflix só vai fazer com que mais pessoas resolvam ver a série clássica. Crunchyroll e Rede Brasil agradecem!
    Queria saber a reação dos japoneses sobre essas mudanças.

  • Erivelton Freitas

    Nossa, que desculpa ridícula, eles acham que enganam a quem com isso? Querem realmente serem representativos? Coloquem 50% do elenco como sendo mulher. Ponto. Porque um único personagem, e logo esse sendo o Shun, receber essa mudança assim, fica claro que se tratou mais de um caso de americanização e heteronormativização do animê do que propriamente algo representativo. E outra, independente das mulheres estarem ou não mais participativas e bem representadas em séries de ação, isso não justifica a decisão tomada pela Netflix. Cavaleiros é muito clássico, e o público não só se acostumou, como prefere que o elenco seja exclusivamente de homens (principalmente o fandom).

    No mais, fizessem isso em qualquer outra série, que não tem o peso que Cavaleiros tem, mas cagaram o animê e a história, e um dos personagens mais queridos de todos. Se brincar, as pessoas gostam mais do Shun do que do Seiya, que é o protagonista mesmo. Sendo assim, não passa de machismo escrachado disfarçado de progressismo feminista. Sério mesmo Netflix? Que falta de vergonha na cara.

  • Dukke

    Eu odeio o século XXI…

  • Pablo Soares

    O pessoal tá esquecendo que esse anime é feito para ganhar mercado nos EUA, não é um anime para fãs

  • Nan Nobrega

    Shaun o carneiro de andromeda

  • Raiho Kuzunoha

    Chateado com a mudança no Andromeda, sei que ele é o menos popular mas era oque eu mais curtia por causa dos poderes utilizando as correntes ;-;

  • Léwow

    Coisa ridicula

  • Tales

    a turminha da lacração agradece más mesmo assim vou assistir

    • Nem a lacrosfera tá gostando dessa ideia. Tem muita gente que tá falando que isso está fomentando machismo por conta da personalidade do Shun ser vista de forma bem estereotipada no gênero oposto.

  • Tadokato

    “ah, bora muda a istoria um poco do anime. Kakk muda uh gênero du Shum eli jah era mei gaizin mexmo, ninguen fai liga, mkkj Bora bota tanbem o nomi di Shaun, prah mudah moxtra que mudo o sexu e é uma mina, kakkj”

  • Zen Ryo

    Se pra da a minha opinião, eu vou ser cincero, eu to com raiva sim, mas não da Netflix ou do Eugene, mas de vocês “fãs” de CDZ, sério pessoal, primeiro vocês ficavam com raiva do Shun pelo fato dele ser homem e usar armadura rosa e ter aparência androgena ( que diferente do você pessoas “inteligentes” pensam não o fazem dele homo), agora tão reclamando pelo fato do personagem agora ser uma mulher.
    Qual é o problema de vocês?

    • Percebo que tem gente sendo superficial mesmo, estão reclamando de trocarem o gênero do cara por nenhum motivo.
      Mas também o buraco é mais embaixo. A maior parte que está reclamando tem uma justificativa: o personagem que originalmente passava algo diferente dos outros cavaleiros, que era um personagem mais sensível e “bishounen”, se transformou em mulher e isso acabou sendo mal visto por acharem que o roteirista decidiu mudar o gênero do personagem porque acharam ele “feminino demais”, quando não era isso o que realmente queria ser passado na trama original.

      Não sou uma das pessoas que repudiaram a ideia, mas também não acho que ela foi bem planejada. Na minha opinião faria mais sentido colocar uma personagem feminina com um visual bem diferente e um nome que não fosse similar.

  • Zen Ryo

    Eu não to furioso com essa mudança, ate acho que isso pode ser bom, agora o pessoal poder assistir o anime sem achar estranho um dos 5 ter armadura cor de rosa, também vai aquela chatice do pessoal comentándo babaquisse do tipo “o Shun é gay”, o pessoal que faz uns comentários desses são um bando de imbecis sem noção, ele ate que tem uma amazona chamada Juni que gosta do cara.
    A mulher parte disso é que eu quero que nesse CDZ da Netflix role um evento da casa de libra igual ao anime, mas dessa vez sera com a Shaun agarrando o Yoga, dessa eu vou gostar, pra quem não sabe ,no mangá o Shun sente perto do cisne, a cena do anime infelizmente foi ideia dos japoneses pra agradar fã de yaoi,mas agora esse tipo de erro não rola mais e gostei disso e se rola um Yoga e SHAUN, desse eu vou gostar, quero ver os “fãs” idiotas zoarem isso.

  • Zen Ryo

    O que pode me incomodar nisso seria piadinhas de mau gosto dos “fãs” de CDZ tipo: “olha parece que o Shun fez mudança de gênero”, isso ate pode incomodar fãs de verdade como eu que tem um grande respeito por todos os 5 de bronze, infelizmente nem todo o brasileiro consegue respeitar os 5, sempre vai ter um falando mau ou do Shun ou do Seiya.
    Muitos não entendem o quanto esses personagens são incríveis, falta maturidade nos fãs brasileiros.
    Aqui mesmo, eu ja li muito comentário de gente ignorante que fingem saber de algos, eu visito esse site faz 4 anos e dos comentários que eu ja li, apenas 10 pessoas aqui mostraram que são excessão a regra sobre os brasileiros serem imaturos e ignorantes, dessas 10 pessoas eu lembro do Dark Leon, Murakami, Gohan 100 e o Saint Armor, o restante, sem comentários positivos, brasileiro so reclama e não sabe respeitar anime.

    • Leonardo

      Normal, tem gente que não cresce nunca. Mesmo assim, a maioria teve essa fase de desmerecer algum personagem pela sua suposta “viadagem”.

      • Zen Ryo

        Obrigado Leonardo.
        Desculpe por não ter te colocado na citação acima, mas você é dos 10 da lista.

        • Leonardo

          Na boa, esse tipo de preconceito me fez perder muitos aspectos legais em várias obras. Quando parei com isso, assisti JoJo ( que não via porque acreditava que o anime era muito “gay”). Comecei a entender melhor o Shun após ver o vídeo ” Shun é o cavaleiro mais forte” do Canal Capslock ( muito bom em tratar de jogos e que não fala merda sobre animes). Outra obra em que encontrei um bom personagem comumente ridicularizado foi em Yu Yu Hakusho, sinceramente o Kurama agora é meu favorito.
          Desculpe se me prolonguei de mais, abraço.

  • Zen Ryo

    Pra quem não gostar desse CDZ lembrem de 2 coisas:primeiro ele nunca sera ruim como o ômega (#cdzomega=lixo) e segundo, sempre da pra ver o CDZ original (e dublado pra quem esqueceu), todos os sábados as 19:00 (ou 19:30) no canal Rede Brasil sem problema.
    Esse CDZ da Netflix é util para manter a franquia viva para a nova geração.

    • Pessoal age como se a Netflix estivesse criando um apocalipse, quando o pessoal simplesmente poderia ignorar a série com um simples controle remoto. Eu já não gostei de muita coisa dessa adaptação, mas vamos aos fatos: não dá pra “matar” uma franquia que já tava morta faz tempo. A Toei sempre viu a franquia nada mais nada menos que um produto, assim como o Kurumada que só tá lucrando com essa ideia.

      • Jandinho

        Não considero Saint Seiya uma franquia morta, pelo menos a nível mundial. Pode não se tão grandiosa no Japão atualmente, mas em outros países tem uma fã-base enorme e que dá dinheiro. Isso é o suficiente pra mantê-la viva por bons anos.

        • Zen Ryo

          Concordo.

      • Zen Ryo

        Tirando a parte sobre a franquia morta, você esta sobre esse palangue desnecessário que os “fãs” de CDZ estão fazendo.
        Se não gosta, não assisti, simples assim.

  • Nan Nobrega

    Hades vai reencarnar em uma mulher agora?

  • Marcos Colares

    Mano, esse é o problema de americanos fazendo adaptações de obras asiáticas. Eu compreendo e valorizo toda a questão da representatividade, como um colega abaixo falou, eu estava bem neutro a tudo isso. Mas eles pensam em agradar alguns em detrimento de uma nação de fãs. Por que alterar elementos tão importantes para a narrativa como os nomes??? Shun ficaria muito bom para uma mulher tbm. E Sienna??? ¬¬

  • Dyel Dimmestri

    Putz!!!! Dragon Ball Evolution fez escola!!! É o que eu sempre digo: Os Norte – Americanos têm a PÉSSIMA mania de avacalhar as produções japonesas!! A lista é enorme: Cardcaptor Sakura, Super Mario Bros – O Filme, Street Fighter: A Batalha Final e A Lenda De Chun – Li, Ghost In The Shell – O Vigilante do Amanhã e, com toda a certeza, o filme de Alita Battle Angel vai pelo mesmo caminho!! Bem fez a Naoko Takeuchi que deu um sonoro “NÃO!! ” à Disney, quando a empresa do Mickey quis adquirir os direitos da Sailor Moon para fazer um filme…

    • Carlos Dimitrís

      super mario bros é a pior adaptaçao de todas. que lixo.kkkkkkk

  • Rafinha

    Mas porque diabos a armadura e a cor dos cabelos da Shaun tinha que ser a mesma do Shun? Lamento Eugene Son mas sua vida nunca mais será a mesma depois disso. e ainda mais essa mudança de gênero que vc fez no Shun.

    A ideia de ter uma amazona de bronze pra mim vai de boa. o que ficou a desejar mesmo é a criatividade do Eugene Son em Shaun de Andrômeda usando como referencia o Shun. .

  • Caio Martins

    Eu queria a shina como cavaleiro de ouro de ophiucus q e inédito na série não mudança de gênero e de nome nos personagens dá tempo de corrigir essa merda antes q seja lançado se não poder voltar ao normal então q cancelem

    • Dá pra notar que você não sabe nem um pouco sobre como funciona a produção de um anime. Acha que tudo se resolve num estalar de dedos e não sabe aceitar os fatos nunca.

  • Bruno Luiz

    Es.q.u.erdis.mo é nojento, quer alterar parte da história? Blz, mas trocar o Shun, que já era parte da representatividade VERDADEIRA dos LGBT por uma representação de canhota que já encheu o saco por sabermos o resultado, é a maior das burrices, tira minoria (no caso, seria a maioria mesmo), por uma minoria que leva pau até dos Lacrations, dsclp, mas é melhor o She-ra de Araque

  • jonas dos yuri

    Rapaz, a galera chora demais, pessoal não aceita que isso é uma adaptação. Mas o engraçado, esta tendo Cavaleiro do Zodiaco com elenco só de garotas, que pra mi não gostei, nem vou perder meu tempo vendo, elas não tem mascara também, cade a galera la metendo pau, só mete o pau quanto convêm né, hipócritas do caramba.

  • Marcelo Kirito

    Eu acredito que o que eles realmente quiseram fazer foi realmente causar uma mudança polêmica para os fãs que ficassem raivosos acompanharem para ver o que vai dar. Talvez pensassem que a história já estava meio batida e quiseram colocar o shun como uma mulher pra talvez gerar algum plot twist interessante. Mas essa é só minha opinião. Fiquei surpreso com a mudança. Mas ao mesmo tempo curioso pra saber como será explorada na série.

  • Caio Martins

    o kit gay deve esta nas maos da netflix por essa razão querem usar a mudança de gênero na serie de CDZ pra ferrar com as nossas vidas que sempre acreditamos que shun seria homem em todas as series. ate fazelo virar mulher pra bagunça as nossas mentes.

  • Caio Martins

    Diga Nao a Ideologia de Genero na Serie de CDZ na NETFLIX . Por que a deusa atena nunca erra. ela precisa de homens ao seu lado pra protegela

  • Squall Leon

    Vou deixar minha opinião. Hoje em dia tão com ideia de deixar representação em tudo e as vezes acabam exagerando muito. Saint Seya tinha pouca representação feminina e precisava de atualização pra ser mais relevante hoje em dia? Sim, mas dava pra usar o que tinha sem precisar inventar nada.
    1) Se pegar o roteiro original vai ver que daria perfeitamente pra fazer um arco inteiro só focado na Marin enquanto ela investiga o mistério por trás do Mestre do Santuário. Só isso já daria muito mais representatividade e mais uso pra uma personagem que é bem mal aproveitada no original.
    2) Transformar Marin e Shina em amazonas de bronze? Até onde eu me lembro elas eram da categoria do cavaleiros de prata. Então isso seria até ruim, já que estariam sendo rebaixadas.
    3)Shun virando mulher é culpa da audiência que sempre chamou o cara de viado. Tá bom que o personagem nunca foi de ir pra batalha de cara, sempre tentava resolver de forma pacífica, mas isso não faz um personagem gay e sim um pacifista. Chamam o Shun de gay só por causa da cena dele com o Hyoga e por causa da armadura rosa, mas esquecem que a primeira aparição dele no anime, lá na guerra galática (não sei no mangá, nuca li) ele é o galã entre os cavaleiros, com a mulherada na torcida gritando desesperada por ele. Ou seja, o Shun era o único dentre os cavaleiros que tinha condição de pegar qualquer uma, diferente do Seya e seu complexo com a irmã, do Ikki que não superava a garota morta, do Shiryu que via a Shunrei como irmã (no Omega o cara vira um peso de papel e de alguma forma teve um filho, desconfio até agora que o filho não era dele) e do Hyoga e o complexo de Édipo com a mãe morta debaixo dágua.

    Em resumo: Cavaleiros do Zodíaco da Netflix é culpa dos fãs que preferiam zuar um personagem por causa de uma cena isolada que virou meme do que ver a saga como um todo. Agente fez isso, agora aguenta!

  • Leonardo

    Podiam ter mantido o nome.

  • Geaniny Houklef

    mudaram até os nomes. era melhor nem fazer essa merda. netflix não respeitam as obras. pelo amor de deus ja não basta o que fizeram com death note agora vem com essa merda

  • Lios

    O cara foi explicar e só piorou as coisas.

  • Raphael Maéstri Gnipper

    Vamos lá então embarcar no “fabuloso mundo de Shaun”. Seguindo a linha narrativa da história – como o próprio roteirista disse – , na relação de Andrômeda e Fênix, o segundo sempre correu ao resgate do primeiro. O que havia ali era uma relação entre irmãos, na qual o Shun desempenhava o papel do mais novo chorão e o Ikki mais velho defensor e briguento. Ok? Ok. Disso sabemos.

    Agora me explica como você desenvolve uma personagem feminina FORTE que vai ter o auxílio de um irmão (portanto, homem) correndo no resgate dela sempre que necessário? Como vai rolar essa construção? Não faz o mínimo sentido incluir uma personagem mulher para ser “fraca” ou demonstrar fragilidade. Aí não é modernização. É um belo de um tiro no pé.

    E foi mal, mas essa história de que ficaria muito distante da realidade criar uma nova personagem feminina é balela. Em Lost Canvas (que é o melhor CDZ na minha opinião), você tem a Yuzuriha de Grou que é uma puta de uma personagem foda. Dá de 10×0 no Tenma. Daria pra criar sim. Mantivessem o Shun do jeito que sempre foi e acrescentassem alguém. Já que estão mexendo, qual seria o problema?