Enquete: venda de produtos pela Crunchyroll

Por ANMTV em

Kadokawa / Divulgação

Após nossa entrevista com o gerente da Crunchyroll durante a CCXP18, muitos leitores vieram nos perguntar sobre a possibilidade da mesma começar a vender outros produtos licenciados, como Box em DVD e Blu-Ray, algo que é muito comum nos Estados Unidos, mas aqui só parece dar certo quando envolvemos títulos mais nostálgicos (Cavaleiros do Zodíaco).

Com essa finalidade, nos juntamos a equipe brasileira da plataforma de animes vía streaming para realizar uma enquete em nosso Twitter, visando medir o interesse do público e o feedback. A pesquisa vai acontecer até domingo (13/01) e você já pode votar logo abaixo:

Lembrando que a enquete não oficializa a chegada de quaisquer produtos da marca Crunchyroll por aqui. O ANMTV está apenas auxiliando na coleta de dados e de opiniões do público para repassar aos responsáveis pela filial brasileira.

Comentários
  • Rubem Xanime

    Se parassem de dublar Isekai genérico e dublassem algo de qualidade como Jojo ai sim eu comprava. Mas mob valeria a pena comprar isso se viesse com algo a mais nos Dvds

    • gregoryluis09

      Jojo é da Viz Media, a Crunchyroll não pode fazer nada

      • 紫-MURASAKI-

        Não dá pra ter certeza se a Viz está com a licença dessa série por aqui também. Já chegou a ser lançado um DVD legendado da série no México por meio da Warner Bros., então pode ser que o nosso caso seja diferente.

        • mariosjaque

          A licença maestra na América é da Warner Bros. É pouco provável que eles dublem JoJo’s, mais outras séries da Warner sim (Hi Score Girl, dublada na Dubbing Company, foi distribuída pela Warner)

          • 紫-MURASAKI-

            Acho que uma coisa não tem muito a ver com a outra, porque um tempo atrás chegou na Netflix uma série exclusiva produzida pela Turner para o canal TBS, chamada Final Space, e também foi dublado pela Dubbing Company mas com um sistema de créditos diferente do usual da SDI Media. Se fosse o caso, provavelmente os créditos de Hi Score Girl teriam o mesmo sistema.

          • mariosjaque

            Warner Japan trabalha com SDI Media

          • 紫-MURASAKI-

            Sim, mas da forma que está registrado os créditos, já é certo q foi a Netflix que pagou.

          • mariosjaque

            As dublagens em espanhol latino-americano da “Yu-Gi-Oh Arc-V” e “Final Space” usam o mesmo formato de creditos, e foram produzidas pela 4K Média e Turner respectivamente. É só um formato estándar dos créditos para streaming que o SDI usa

          • 紫-MURASAKI-

            Sabendo que eles praticamente nunca levaram seus filmes para o público internacional senão a ajuda de terceiros como a Focus Filmes, não dá pra ficar tendo esse tipo de hipótese.

          • mariosjaque

            Netflix não fed a producão de dublagens regionalmente, só a nivel mundial.
            Foi a Warner a que produjo a dublagem da Hi Score Girl, se não fora por isso a versão alemã também fora dublada na SDI

          • 紫-MURASAKI-

            A RRP Media é uma cliente da Netflix, eles também dublaram o live-action de Death Note em alemão.

          • mariosjaque

            A dublagem da live-action Death Note foi feita pela Deluxe Media

          • 紫-MURASAKI-

            ata

    • Akise Aru

      Mimimi isekai é genérico mas minha modinha não é.

  • Rubem Xanime

    O problema são os animes que eles escolhem dublar podiam escolher alguns melhores e menos genéricos…

    • Charles Calado

      se as pessoas comprassem eles escolherim os animes mais populares, porém ñ significa q conseguiriam os direitos de comercialização, oferta ñ significa demanda no fim das contas

      • O problema é sempre a demanda.
        Quase sempre se pensa ter uma determinada demanda, mas na prática, ela acaba sendo bem menor.

  • GustavoH

    Acredito que o mercado homevideo pos-streaming no Brasil e com preços elevados por versão simples de DVD de poucos episódios é carissimo tornando isso um mercado de nicho para Colecionadores

    O certo é sempre focar neles que são o publico alvo, ou seja versões em Blu-ray com extras e brindes como pôsteres ou outros colecionáveis

    • Dark Leon

      Mas eu compraria boxes de Yamada, Fate Apocrypha, Violet Evergarden redublados no Rio de Janeiro em estúdios de Qualidade tipo de boa .

    • Pedro Nobrega

      Um box de Re:Zero valeria muito a pena pela quantidade de conteúdo que tem até o fim da temporada

  • Eduardo

    Seria interessante a Crunchyroll lançar DVDs e Blu-ray nos eventos para vender e depois disponibilizar para venda online

    • Charles Calado

      vdd se vendem itens comuns em evento pq ñ dvd?

  • William Vaz

    Não.

  • 紫-MURASAKI-

    O negócio é torcer pra que isso dê certo e fazer com que eles venham atrás. A mídia home-video nos anos 2000 sempre teve suas falhas e algumas até que davam certo (como por exemplo o box da PlayArte de Yu Yu Hakusho).
    Hoje em dia a última distribuidora que ainda trabalhava no meio mas foi diminuindo com o tempo foi a Focus Filmes/Flashstar, sendo o último produto no meio o filme dublado de Terra Formars. Se o Crunchy ir atrás disso, quem sabe a Focus/FS até tente arriscar em mais algum título.
    A propósito, a PlayArte também deveria prestar atenção nessa ideia deles e andar logo com o Soul of Gold que eles prometeram, já faz quase três anos desde que eles anunciaram o anime e nada.

    • Tenho quase certeza que a PlayArte sentiu o baque das baixas vendas de Yu-Gi-Oh! e Os Cavaleiros do Zodíaco Ômega, e ainda não se recuperou.
      E a A2 FIlmes, até pelo histórico de lançamentos ruins, não parece ser uma empresa séria para esse tipo de coisa.

  • Nelson Ramos Filho

    Muito boa a incitaiva, mas tem que ser muito bem pensado e estudada para ser viabilizada. Hoje o mercado de home vídeo é sustentado por colecionadores que além de querer imagem e som de qualidade(blu-ray) também querem embalagens bonitas. Não é só jogar num estojo e vender, tem que ter toda a apresentação. Sugiro que a crunchyroll BR entre em contato com a matriz americana e peça para colocarem áudio e legenda em português na master do blu-ray, porque aí só seria necessário no Brasil eles replicarem os discos e fazerem uma capa nacional, sairia infinitamente mais barato, inclusive podem colocar opções em espanhol latino também, ai já poderiam também entrar no mercado vizinho. O lançamento em blu-ray é essencial num momento com TVs cada vez mais modernas, DVD não supre mais o mercado. Os títulos são um problema, mas caso consigam inserir opções em português na master, quase não teria perda pois a crunchyroll só iria trazer os discos pra suprir a demanda brasileira e caso não venda era só devolver pro mercado americano que la vende. Sugiro pra uma experiência o lançamento de Mob Pyscho em blu-ray na embalagem Digipack com luva num valor de no máximo 100 reais, tenho certeza que venderia o suficiente. Mas vou repetir, é imprescindível que vocês consigam por as opções BR e latina na master original. Warner, Fox e Disney fazem isso. Inclusive se não sair nos EUA um filme da Disney com áudio BR, eles simplesmente não lançam o blu-ray no Brasil.

    • SaintARMOR

      As versões em espanhol latino já saem em alguns Blurays que a FUNimation e a Sentai Filmworks lançam nos Estados Unidos, como em Nanatsu no Taizai e Knights of Sidonia, mas o mesmo não acontece ainda com os áudios em português brasileiro.

    • Dark Leon

      Amei sua postagem sou seu fan de novo ehhehe
      Amaria ter Yamada e Schawzermarken redublados no Rio de Janeiro em Blue – Ray incluindo os animes da Netflix no mesmo esquema

  • Samu

    Compraria pelo prazer de ter o blu-ray em casa porque se dependesse da dublagem de alguns…
    As de Campinas nem nos pesadelos mais terríveis, Re:ZERO a dublagem do Subaru é insuportável, Kobayashi, Mob, Youjo, Black Clover, Bungou e Net-juu é de boas.

  • Guilherme Alexandre

    Votei Sim, mas só compraria se fossem lançadas edições caprichadas, iguais dos EUA, e com diversos extras e bônus especiais, pra se diferenciar do streaming.

    • Charles Calado

      vdd isso é obrigatorio afinal se for so pra assistir ñ tem nada de especial em relação a ver online

  • Vinicius Berger

    Eu adoro mídia física, então com certeza é algo que eu queria muito, embora eu não possa votar nessa enquete porque não tenho conta no Twitter (deveria ser feita aqui a enquete, e não necessitar de conta em um site externo).

  • Rick Nascimento

    Se tivesse opção de áudio original com legendas, sim. Aliás, compro bds de séries, filmes, shows… Só não tenho quase nada de anime pela dificuldade de conseguir no exterior.

  • João Victor T.

    O estudo da empresa nesse caso deve ser focado, antes de mais nada, nos diversos problemas que lançamentos do tipo tiveram no Brasil até hoje, exclusivamente pela incompetência das empresas que o fizeram até então. De PlayArte à FlashStar, o que mais vimos foi caça-níquel de baixa qualidade. Bora lançar anime em mídia física? Bora, mas venda temporadas completas, com apresentação decente e qualidade de conteúdo. Com o passar dos anos a gente acaba cansando de comprar DVD com preço de Blu-ray e qualidade de VHS. Se tudo isso for levado em conta e tivermos bons lançamentos, compro qualquer anime que vier.

    • O complicado de lançar animes com muitos episódios é que o pessoal já deixou de botar fé nesse tipo de coisa, porque sabe que o mercado é volátil, e qualquer coisinha o projeto vai pro brejo.
      Se nem anime de 1 ou 2 cour parece interessante, o que dizer de animes com muitos episódios?
      Dragon Ball que é Dragon Ball não foi pra frente. Naruto é outro exemplo.

      Eu só vejo alguma chance se o foco for em filmes ou especiais de animes.
      Ou séries que dê pra lançar tudo num disco só (como OVAs de 3 ou 4 episódios).
      E ainda assim, não dá pra pensar nisso focando num público abrangente.

  • Seto Kaiba

    Se o presidente e seus minions pararem de hipocrisia e começarem a caçar os corruptos da internet, vulgo pirateiros, e também caçar os vendedores de mídias piratas pelo Brasil, talvez o mercado de mídia renasça! Caso contrário, qualquer louco que investir nesse mercado vai levar um grande prejuízo. Mas que seria legal seria, mas duvido que mais de 300 almas comprassem esses títulos. Esses animes novos, na maioria, são para assistir uma vez na vida e outra na morte!

    • SaintARMOR

      Com uma redução do dólar e maior estabilidade econômica (coisa que com todos os defeitos do Bolsonaro, o Paulo Guedes pode conseguir nos próximos meses) isto se tornará possível.

      Bolsonaro tem muitos defeitos, mas a pirataria no mercado de home-vídeo não é culpa dele ou da gestão dele, que nem tem duas semanas. Pressupor este tipo de coisa beira o absurdo.

    • Gunz

      Fica só no Yu-Gi-Oh mesmo!

    • Gustavo

      Mas o que o Bolsonaro tem a ver com isso?

  • João Victor T.

    Como gostaria que eles pegassem os direitos de Dragon Ball. Seria a primeira empresa a tentar lançar algo decente dos animes do Toriyama (cof, cof).

    • SaintARMOR

      A Crunchyroll não lançaria diretamente animes em Home-Vídeo que eu saiba. Provavelmente usariam outra empresa que já trabalha na área e fariam um contrato arcando com parte dos custos. Uma Playarte da vida não estaria descartada neste cenário.

      A Crunchyroll é só um serviço de streaming, tal como a Netflix. E alguns animes da Netflix foram lançados em Home-Vídeo nos EUA posteriormente por outras empresas, como a FUNimation e a Sentai Filmworks.

      • 紫-MURASAKI-

        Acho bem provável que agora que a empresa que controla o Crunchy foi comprada pela WarnerMedia, os animes podem chegar com a ajuda da Warner Bros., sabendo que até séries da HBO chegam em home-video por meio deles.

  • Lucas Baldez

    Eu compraria os dvds ou blurays de mob, bungou stray dogs, re zero e mahou tsukai no yome com certeza.

  • Felipe Marcantonio

    Eu compraria, claro dependendo do Título. Mas digo com tranquilidade que Mob Psycho 100 e The Ancient Magus Bride seriam compras imediatas.

    • Dark Leon

      Simmm

  • Charles Calado

    cara a minha vontade dec clicar em sim é enorme porém eu ñ vou participar pq ñ tenho certeza se compraria(maldito desemprego)

  • Zarchary Rabbido

    Eu não compraria, não gosto de comprar coisa pra ficar mofando, que bom que existe o Streaming.
    Acho que só valeria a pena para quem coleciona se for versão Blu-ray com extras que valem o preço exorbitante.
    POR MIM eu apenas compraria de animes de peso, não adianta Dublar um Smartphone da vida e querer vender sendo que aquela obra é uma porcaria

    • 紫-MURASAKI-

      Nesse caso do anime ser ruim até concordo que evitem gastar dinheiro produzindo DVDs ou blu-rays, pois se uma coisa der prejuízo, outra vai dar muito mais.
      Em outros casos, até vale a pena entrar no home-video pra assistir offline, ou ter a oportunidade de assistir o anime num aparelho diferente sem suporte ao Crunchy… ou principalmente caso você não tenha a assinatura da plataforma. E, claro, como você disse aparenta ser algo mais pra colecionador. Vai valer mais a pena se o DVD contar com extras exclusivos como bastidores da dublagem, a produção do anime, entre outras coisas.

  • Stefhany Minimundos

    Acho que seria mais interessante começar a vender produtos oficiais dos animes, como acessorios e figures que eles tem no americano.

    Eu não compraria DVD/BD, eu ia praticamente gastar uma grana por uma capa, já que eu nunca ia assistir.

    • O duro é que por se tratar de um nicho e esse nicho aqui no Brasil ainda ser de relevância duvidosa, é que empreitadas do tipo ainda são arriscadas com grandes chances de dar errado.

  • shikamaru

    se lançassem um blu ray com alta qualidade e um preço acessível compraria sim,como boa parte dos animes são séries curtas faria como a marvel que lança seus filmes em box,imaginem um box crunchyroll,se o preço for acessível,combateria a pirataria.

  • Lucas Orlando Vasques

    Não sei porquê querem tanto, esse tipo de coisa não dá certo nem em outros países porquê daria certo aqui ?

    • 紫-MURASAKI-

      Nos EUA e Japão isso dá muito certo.

      • No Japão, pouco a pouco, essa realidade já está mudando.

        • 紫-MURASAKI-

          Dá até pra entender pelo fato de até lá o preço das mídias não valerem tanto a pena.

          • Os que ainda vendem bem ou porque tem algum brinde interessante (tipo código para desbloquear um jogo ou ingresso para alguma coisa) ou porque é algum conteúdo canônico não lançado em outro lugar (caso recente de Strike The Blood, não lembro se é de um OVA ou temporada mesmo).

            O modelo tradicional de vir com poucos episódios e um ou outro extra já não está dando muito certo atualmente por lá.

    • GustavoH

      você sabia que a maioria dos programas que chegam no Brasil para os estudios de dublagem são os Blu-Rays das ditas séries americanas e japonesas?

  • Yali

    Olha, seria interessante.

  • Davi

    Não sei até que ponto é contratual lançar a versão física, mas eu acharia uma boa venderem cópias digitais, assim não ocuparia espaço e motivaria quem gostou da obra e queira apoiá-la mesmo não sendo fã a comprar.

    • Quem não é fã torce o nariz para esse tipo de coisa.
      Definitivamente empreitadas do tipo é pra fã e colecionador, e olhe lá.

      Fazer isso focando num público mais abrangente é pedir pra ter prejuízo.

  • Rafael Nogueira

    Não sou assinante da Crunchyroll, mas compraria sim porque (apesar) de eu ainda depender muito do streaming, gosto de colecionar itens assim, ainda mais se vir com extras que eu gasto meu dinheiro não to nem vendo :-/

    • O complicado é que colecionadores como você são um nicho ainda menor que o nicho que curte animes.
      Ou seja, já é um problema a mais para empresas de home vídeo, e que deixa projetos do tipo ainda menos interessantes.

  • Akise Aru

    Se for pra lançar animes como High School DxD sem cortes e censuras eu apoio.

    • 紫-MURASAKI-

      Esse título é da Funimation e sequer está disponível no Crunchyroll daqui.

  • Dark Leon

    Gostaria muito de poder ver Yamada e Schawzermarken redublados no Rio de Janeiro e Hero of Six Flowers na Unidub para um relançamento em DVD

    Também incluo Miss Kobayshi Maid Dragon redublado sem erros e honoríficos

    Que isso chegue a Netflix também para ter a chance de ver Fate Apocrypha, Nanatsu Taizai 2, Fate Extra, Kuromukuro, Siruis The Jeager Redublados no Rio de Janeiro

    Sim eu compraria com prazer os DVDs da Netflix e do Cruncyroll

    Compararia também BD de Youjo Senki, Black Clover, Free , Ancient Magus Bride e Konosuba também

  • Saitama

    Eu compraria Re:Zero

  • Joao Carlos Loyola

    Vcs por acaso do destino leram minha mente, porque era basicamente isso que pensava a um bom em respeito da Crunchyroll no que se diz respeito ao mercado de home-video, uma enquete destas é mais do que bem-vinda, e sim, mas que poderia ser em formato Bluray, focado no colecionismo já que logicamente é pra quem é fã mesmo, porque existem várias lojas de DVDs pirata com encartes maravilhosos e uma iniciativa destas por parte da Crunchyroll em oferecer um produto original tem que receber um belo acabamento, então sim, apoio a ideia !

  • Pablo Soares

    Realmente dvd e blu-ray de anime é algo para colecionadores, não adianta vender por um valor alto algo simples, deve ser algo caprichado com poster, extras no dvd e coisas assim… E tem que vir completo, com áudio duvlsdo, original, legendas em português, inicio, vinheta do meio previas do próximo episódio, tudo dublado, no capricho e uma capa bonita, nada de capas horrorosas como a do Death Note brasileira

    • E até por ser para colecionadores, que nessas condições, o preço estaria longe de ser acessível.
      É isso que complica empreitadas do tipo.

      • Pedro Nobrega

        Concordo com vocês dois

  • Eryk Oliveira

    Só é bom se for para comprar os titulos que realmente quisermos num preço acessível.
    Eu por exemplo só compraria os DVDs de Naruto (Shippuden) e de Accel World (Se lançassem os DVDs.)

    • Naruto é um título complicado, por ter muitos episódios, e pela dublagem não estar encaminhada (o que já encarece um projeto).
      Accel World é complicado, por ser de nicho.

      E esse negócio de “preço acessível” é muito relativo.

      • Eryk Oliveira

        Mas muita gente ainda compra dvds. Tendo no mercado, ajuda muito a mim e a eles.

  • Nelson Ramos Filho

    Esse lance de embalagem vai de mercado a mercado. Sobre dublagem e legenda BR, já que a crunchyroll tem os direitos de distribuição, o ideal era se juntar a produtora americana e lançar o produto em multilinguagem, ia economizar muito.

    • O problema é que a CR USA não tem mais distribuidor. A FUNi teve que pular fora do barco e só tá cumprindo os contratos. E mesmo que a Universal publicasse pela CR por aqui, ela provavelmente iria dizer o mesmo. Anime em Home Media no Brasil é algo que vai ser pouco comprado e eles vão querer economizar o máximo de discos possíveis.

  • É o que mais vendia, na verdade.
    Pouco a pouco esse tipo de negócio está perdendo a relevância por lá, principalmente quando o custo-benefício acaba não compensando.

    E a tendência é só piorar.

    • Sim, mas vai demorar um tempo danado até lá. Dizer AGORA, que NINGUÉM quer Blu-ray é um exagero sem tamanho.

  • Tem que ser algo que tenha o mínimo de risco possível, e cujo projeto tenha a garantia de retorno para que possa ser finalizado (de preferência, que seja resolvido em 1 único volume ou lançamento).
    Se o negócio começar a depender de vários volumes de tempos em tempos, já fica perigoso desandar.