John Lasseter, fundador da Pixar, deixará a Disney no fim do ano

Por Matheus Sousa em

Reprodução.

O fundador da Pixar Animation, John Lesseter, vai deixar a Disney no fim do ano após ser acusado de assédio no ano passado, via Variety.

Lasseter havia sido afastado de suas funções em novembro passado, e agora permanecerá como consultor até dezembro, sendo desligado após este prazo.

Em comunicado, Lasseter pediu desculpas por “abraços não consentidos” que teria feito durante e após o término da produção de alguns filmes. Fontes alegaram que após o enceramento de muitos trabalhos o executivo costumava se embriagar e tratar funcionários inapropriadamente.

Comentários
  • Bruno Luiz

    Mais um pulando do barco

    • Juniorbf41

      Desse jeito não sobrará ninguém.

  • Juniorbf41

    Todo mundo agora tá sendo acusado disso e vazando da vida publica.

  • Eduardo Jose de Andrade

    Mesmo com o câncer do politicamente correto tentando nos fazer escravos, esse caso aí tem uma boa justificativa, antes de achar que tem intimidade com alguém se coloque no lugar da pessoa e imagine o pior: ela não quer nada contigo ou te repudia, e conversando com ela você sabe se pode ou não ter certas ações com ela, isso pode ter soado feminista/femin#zi (urgh, que nojo) mas na verdade é melhor pensar do que fazer uma merd# dessas e depois ser taxado de criminoso/assediador.

    • toygame lan

      o cara foi acusado de asedio

      • Eduardo Jose de Andrade

        Mas por causa dessa onda do politicamente correto, até sorrir pra uma mulher é considerado assédio ¬_¬, mas neste caso eu acho que foi algo sério mesmo, afinal os abraços devem ter virado bolinar a bunda das mulheres, e isso já merece processo sim.

        • toygame lan

          não existe só assedio sexual e lá fora as pessoas não gostam de serem tocadas.
          já morei na europa e eles são bem fechados em termos de costumes compornamentais