KOCOWA: plataforma de streaming chega ao Brasil com K-Dramas

Por Nielsen Souza em

KCP / Divulgação

Mais um serviço de streaming se prepara para chegar ao Brasil, mas desta vez, o alvo são os fãs de doramas, ou neste caso os K-Dramas. Segundo o Omelete, o KOCOWA, plataforma criada pelas emissoras sul-coreanas KBS, SBS e MBC, será lançado por aqui no dia 12 de agosto com um catálogo recheado de produções realizadas pelos canais, que incluem k-dramas e programas.

As empresas envolvidas decidiram apostar no mercado nacional após uma campanha realizada no final do ano passado que fez um grande barulho no Twitter. O KOCOWA possui planos mensais, anuais, e diários, que podem ser pagos com cartão de crédito nacional ou boleto bancário. Confira abaixo os valores:

  • Plano Anual: R$149,99* (promoção para novos assinantes)
  • Plano Mensal:R$19,99* (promoção para novos assinantes)
  • Plano Diário: R$3,70

A versão brasileira terá inicialmente cerca de 40 títulos de K-Dramas, além de programas variados da TV do país, que serão disponibilizados 24hs após a exibição na Coréia do Sul, com legendas em português. O acesso ao KOCOWA pode ser feito pelo site oficial, aplicativo, smartphones, smart TVs e tablets.

Comentários
  • shipuca

    Essa briga de streaming… nosso bolso não aguenta, não ganhamos tanta grana assim

  • Blu3s

    Passo, ignoro até os da Netflix e da Crunchyroll.

    Não sei nem exatamente de onde surgiu a cultura de se assistir doramas por aqui pelo Brasil entre os fãs de cultura pop oriental (ainda mais os coreanos), visto que animes e tokusatsus se consolidaram de algum modo pelo impacto midiático que algumas produções causaram por aqui, tornando-se “fenômenos” em algum ano ou década.

    • Eduardo Jose de Andrade

      Eu diria que é um charme da cultura (sul) coreana que começou com gangan style em 2013, fora que os k-pops são diferentes até dos j-pops.

    • Dorama já fazem sucesso no Brasil há mais de uma década. Assisti Dorama no Crunchyroll, Viki, Netflix e no finado Dramafever. A Kocowa foi uma maneira de as produtoras dos Dorama tentarem dominar o mercado.

  • Queen J Soyeon

    To mais interessado nos programas de variedades <3

  • Eduardo Jose de Andrade

    Direto e reto, se a maior plataforma de streaming tá dublando pouco tal tipo de programa, pode quase esquecer nos outros serviços.

  • SOLANGE WESGUERBER

    Voce já assistiu algum dorama? Porquê não é bem assim… se popularizam sim mas são muito bons em sua maioria. Gracas a internet. A maioria dos atores tem faculdade…

    • Luiz Claudio

      eu não falei que era ruim e sim já assisti sim alguns como Uncontrollably Fond que a protagonista é uma artista coreana chamada Suzy que eu gosto bastante e é bem bonita, a atuação dela não era grandes coisas mas o resto do elenco era bom.

    • Pedro Henrique

      Muito bons tipo “La Casa de Papel” e “Dororo”?

  • Pedro Nobrega

    E ainda tem o fato de novelas asiáticas serem melhores em história do que as brasileiras e mexicanas (essa última não é tão dificil)

    • toygame lan

      Mas doramas não são novelas e sim seriados de TV, como as que tem na TV americanas.

      Novela é um gênero literário,algo bem distinto de seriado

      • Pedro Nobrega

        Mas continuam sendo melhores que as produções nacionais (apesar da Globo ter umas bem legais)

        • toygame lan

          Mas é por que, são midias distintas,tem um Dorama coreano mesmo chamado Kingdom, que é de de ação e suspense,com a tematica de zumbis e é baseado em um Manhwa chamdo The Kingdom of the Gods.

          Já as novelas brasileiras são coisas “enlatadas” mesmo.A dramaturgia usa nas novela é sempre algo mais baseado ou inspiradpos em romances como clara dos anjos

    • Fantasma Renegado

      As novelas latinas são muito diferentes dos doramas, os doramas coreanos e japoneses são mais como mini-seriados ao estilo americano.

      As novelas latinas parecem mais com animes/mangás em si do que os doramas. As novelas latinas focam mais nas relações passionais entre pessoas do que em um desenvolvimento linear de enredo, e a crítica da audiência literalmente muda o destino dos personagens.

      E os doramas tem desenvolvimento linear: começo, meio e fim bem delineados.

      PS: Novelas Mexicanas > Brasileiras.

  • Dyel Dimmestri

    E eu, que dia desses, tinha reclamado da falta de originalidade dos nomes de algumas plataformas de Streaming…. Eu só acho que poderiam ter adaptado o nome aqui no Brasil, pra evitar gozações. Eu já tô até vendo, as pessoas dizendo: “pô, mas esse streaming é uma KOCOWA mesmo!! “

    • Blu3s

      A “Síndrome de Quinta Série” do brasileiro é ora engraçada e ora ridícula mesmo.

  • Squall

    Nesse preço aí, ainda por cima promocional, esse negócio não vinga não. Se, ainda por cima, o conteúdo vier majoritariamente legendado, deixando pra trazer dublado só o que já tem disponível em outros serviços por aqui, aí é que é flop certo.

  • toygame lan

    O que vai acontecer no futuro é que as “melhores” iram comprar as “piores” e assim se manter no mercado.

    E tbm muita gente divide as contas entre pessoas,a Netflix mesmo ,já é algo comum entre os usuarios da empresa

    • Blu3s

      Mas mesmo a Netflix até pouco tempo não andava muito satisfeita com a ideia de novos usuários saírem por aí dividindo contas, fora que nem todos os serviços que aparecerem terão conteúdos suficientemente chamativos para motivarem adesão dos usuários potenciais, além de que muito menos compra por parte de serviços maiores, como os dessas emissoras ridículas de TV aberta daqui do Brasil e seus catálogos minúsculos baseados mais em atrações próprias que se muitos mal querem de graça, imagine pagando.

      • toygame lan

        Mas não tem como impedir que os usuarios, dividam as contas com terceiros,pois querendo ou não isso pesa no bolso das pessoas no final do mes.Isso é algo que as plataformas de streaming vão ter que lidar,ou as mesmas criam pacotes ou vão ter que repensar todo o seus serviços,

        E os serviços de steraming, estão cada vez mais investindo em comprar licenciamentos de series e filmes, para aumentar o catalago de suas plataformas.A Amazon mesmo é um grande exemplo disso agora,o que torna a adesão de novos usuarios de outras plataformas viavel,assim como a Warner que tirou todo seu acervo de produções de Netflix que faz a mesma perdeu grande parte do seus conteudo.

        Brasil sempre teve uma programação televisiva, que se baseia em copiar formatos de fora do país.

      • fabiana

        amo doramas e vejo sempre acho melhor que muitas novelas da tv brasileira que so mostra cenas de s@$o traiçao violencia .ja nos doramas e mais cenas doces e simples e sem maldade s@$o enfim so critica quem nao conhece ou gosta da porcaria dos programas de tv que ja estao cansativos e sem novidades pois um programa copia o outro e as novelas uma sempre copia a outra .

        • Blu3s

          Até entendo quem está alegando o porquê de gostar dessa mídia, mas nunca vi foi algo que consolidasse ou justificasse o relativo sucesso desses programas por aqui, já que não houve nenhum que virou fenômeno de audiência e popularizou o formato, como CDZ e DBZ entre os animes ou Jaspion e Changeman entre os tokusatsus. Mesmo alguns que foram ou são transmitidos em TVs daqui, como Haru & Natsu pela Band nos anos 2000 e Iris II pela Rede Brasil, não parecem ter “explodido” em audiência e criado um “filão” que atraísse investidores.

    • Fantasma Renegado

      Acho difícil isso acontecer, pois são as mega empresas que estão criando esses novos streamings. Disney, Warner, Sony e etc a nível internacional, além das nacionais Globoplay, PlayPlus e as já conhecidas Netflix, HBOGo, AmazonPrime, Crunchyroll e Funimation.
      Mesmo que as maiores absorvam as menores, vão ficar pelo menos de 7 a 10 empresas de streamings fortes.

  • toygame lan

    Na verdade Doramas, pode ser tanto japones como coreano e o que popularizou as series foi a internet mesmo.
    Eu vi muito dorama no CR antes de ser comprado

  • toygame lan

    Como sempre digo,streaming é o futuro que vai acabar com a TV e cinemas. Cada vez mais,os canais de TV e estudios vão criar suas proprias plataformas e pegar “uma fatia no mercado” que só cresce.

  • Verão

    O próprio público de dorama só gosta de assistir legendado, pode ver que a Netflix não dubla os doramas delas.

  • Fantasma Renegado

    Eu acho até que demorou muito para essa bolha explodir… O que vai acontecer em seguida é que vai ser interessante:

    1 – TVs aberta e a cabo revalorizadas.
    2 – Pirataria aumentando novamente e vertiginosamente.

    Um dos motivos da pirataria ter diminuído nos últimos anos foi porque a Netflix tinha 80% das coisas que o pessoal queria assistir. Com uma conta Netflix, o pessoal assistia quase tudo.
    Mas o número de séries e filmes cai a cada streaming novo criado.

    Na época áurea da Netflix (2012-2016), além de Disney, Warner, Sony, Fox, e Turner, lá tinha até novelas mexicanas e colombianas…

  • James

    E quem disse que não terá séries? Só que são coreanas ué.

  • Karina

    Vai ser ótimo se tiver os memelhor doramas que não tem no Viki e nem na Netflix. Tenho 41anos anos e dorama não é só pra adolescentes .Assisto parte dos melhores doramas no viki mas os melhores dos melhores não tem disponível na minha região . Cancelei a Netflix por ser muito carente de dorama, alguns também assisto procurando em outros sites.

  • James

    Não vejo demérito nisso. Antigamente via muitas novelas.

  • Monica Daniella

    Me desculpe, mas faço parte dessa” leva” e ja li muito a respeito desse fenômeno e, segundo pesquisadores, aqui no Brasil está propagado ,porém não é devido à popularização do k-pop, mas sim, devido às enfadonhas novelas brasileiras q somente enfocam temas que ja não querem ser vistos pela telespectadoras quarentonas das quais eu faço parte…Essa nova clientela, busca principalmente, ver histórias mais românticas, com mais simplicidade e um toque de platonismo, coisa q no Brasil é impossível de se ver.

  • Pris

    Na verdade, é o contrário. Assisto doramas há mais de uma década. No início, os mais populares eram os japoneses, depois os dramas taiwaneses e coreanos ganharam espaço e aí o k-pop. Tanto é que palavra “dorama” vem do japonês, o correto para falar dos coreanos seria apenas “drama”, mas como a palavra “dorama” já havia se popularizado e acabou diferenciando o tipo de “novela” (pq drama é uma palavra bem genérica), até hoje falamos dorama.

    Pelo menos no meu caso e de várias pessoas que conheço, foi ouvindo músicas nos doramas e procurando programas de variedades com os atores que assistia que conheci o k-pop e na época também muitos grupos e cantores japoneses. Assim o kpop foi se popularizando. Foi só mais recentemente que o gênero musical ganhou mais espaço.

    Comecei a ver doramas por causa de mangás e animes que recebiam adaptações e até hoje os assisto.

    Concordo com o que disseram sobre enredo fazer a diferença do que vemos diariamente nos nossos programas de TV. Os enredos dos doramas são mais diversos e apesar do que muitos pensam dorama não é só romance, há vários gêneros diferentes. Os romances apenas se popularizaram mais.