Mulher-Maravilha 1984: Warner considerou lançamento no streaming (AT)

Por Matheus Sousa em

Warner Bros. / Divulgação

Com os cinemas em todo o mundo fechados por tempo indeterminado, a Warner Bros. está discutindo a possibilidade de lançar Mulher-Maravilha 1984 diretamente no streaming, se a situação com o surto de pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) não melhorar, via The Wrap.

De acordo com o site, o presidente da Warner Pictures, Toby Emmerich e alguns de seus mais próximos consultores, já teriam iniciado conversas sobre o assunto, sem que a diretora Patty Jenkins e o produtor Charles Roven fossem notificados. O site informa que a preferência ainda é para que o lançamento aconteça nos cinemas, mas que os executivos também não descartam o streaming, como uma oferta direta ao consumidor.

A preocupação no momento, segundo executivos do estúdio, é que não há uma data prevista para reabertura dos cinemas, promovendo uma escassez de datas favoráveis quando isso vier a acontecer. Jenkins e Roven teriam proposto um lançamento para meados do mês de agosto.

Por fim, o presidente de distribuição doméstica da Warner, Jeff Goldstein, negou que conversas sobre um lançamento no streaming tenham acontecido, reforçando o desejo de colocá-lo nas telonas. Roven também descartou essa ideia de streaming: “É ridículo se você considerar o tamanho do filme. Todo mundo reconhece que, por mais interessante que seja, resultados positivos de bilheteria se vêm apenas em uma sala de cinema”. disse.

Comentários
  • Sr. WB

    Se for lançado diretamente na HBO Max, será uma verdadeiro golpe direto no coração da concorrência. Prevejo recordes de assinaturas do serviço só para assistirem o filme!

  • Justiceiro

    Agora com o vírus chinês fico na torcida pra lançar digital mesmo. Mulher-Maravilha 1984 é sucesso, espero que não estraguem e sujem o filme com militância forçada.

  • Eduardo Jose de Andrade

    Poxa o filme estreia em junho, até lá com fé em Deus sap#rra de vírus chinês vai ter cessado na maioria dos países, a própria China já tá estabilizada.

  • Charles Rony

    Não faz sentido lançar agora. Não é como se todas as outras produtoras não tivessem sido afetadas e as produções dos filmes canceladas. Provavelmente só vão adiar tudo. Acho que isso afetará a programação até 2022 ou mais, mas pra não prejudicar a bilheteria é melhor lançar depois mesmo.