Naruto vai ganhar nova novel em junho

Por Nielsen Souza em

Shueisha / Divulgação

Foi anunciado pela J-Books que Naruto vai ganhar uma nova novel, intitulada Naruto: Kakashi Retsuden: Rokudaime Hokage to Ochikobore no Shounen (Naruto: Kakashi Biography: The Sixth Hokage and the Leftover Boy), de Jun Esaka (Naruto: Sasuke Shinden: Shitei no Hoshi). O autor Masashi Kishimoto vai assinar a arte da capa da obra.

Como o título já diz, a história será protagonizada por Kakashi, que viaja para uma terra longícua nas montanhas em busca de uma lenda conhecida como “Sage of Six Paths“. O ninja descobre que o país não teve uma única gota de chuva após seu rei falecer e sua filha assumir o trono. Kakashi decide treinar o filho do rei para torná-lo um líder.

Naruto: Kakashi Retsuden: Rokudaime Hokage to Ochikobore no Shounen será lançado no dia 4 de junho no Japão. Também estão programadas a chegada de outras novels da série Naruto Retsuden mais adiante.

Comentários
  • Eduardo Jose de Andrade

    Caramba hein, já não basta Boruto pra ganhar grana extra com Naruto não? mas quem é fã assíduo vai gostar né mas acho desnecessário pois já acabou Naruto canônico e Boruto tá rolando ainda.

  • Hyuga
  • T-New

    As novels NÃO são ESCRITAS por Kishimoto,logo elas são tão canônicas quanto qualquer filler de Naruto. Alias todo mundo que tem no mínimo 17 anos já devia saber que MESMO se isso tivesse valor canônico não é de fato algo necessário(todas as novels são assim,DEUS, que importância tem o Kakashi ir treinar um personagem que agente sequer sabia que existia? essa historia “precisa” ser contada? se sim, por que não foi contada no mangá ORIGINAL?). MAS sempre tem aquele fã que vai colocar utilidade em caça níquel.
    “-Temos que apoiar”
    Como se a SÉRIE Naruto fosse um pobre refugiado da Síria…cara da pena desse tipo de alienação.
    Bem…a culpa por uma obra se desgastar é a do próprio fã.

  • Mr.L

    Já até imagino a penca de novels de OP que vão lançar quando o mangá acabar kkkk

  • João Vitor Candido da Silva

    Desnecessário.