Netflix apresenta primeira queda de assinantes desde 2011

Por Matheus Sousa em

Netflix / Divulgação

Netflix encerrou o 2° trimestre deste ano com sua primeira queda no número de assinantes desde 2011 nos Estados Unidos, além de um crescimento menor que o esperado no mercado internacional, revelou a empresa em carta aos acionistas, via Wall Street Journal.

O serviço perdeu cerca de 126 mil clientes nos Estados Unidos, a primeira vez que a empresa relatou queda nas assinaturas desde 2011. No mercado internacional, foram agregados novos 2,83 milhões de assinaturas, abaixo das 4,8 milhões estimadas para o período; resultante também na queda de 12% em ações na bolsa.

A Netflix pondera que a queda foi resultado de um fraco período na oferta de conteúdo e reajuste das mensalidades, mas aponta um 3° trimestre com melhores resultados, impulsionada pelas novas temporadas de Stranger Things, lançada no dia 4, La Casa de Papel e The Crown. A empresa espera conquistar novos 7 milhões de clientes.

Contudo, a Netflix segue investindo forte em novas produções e aquisições atrativas para sua base de assinantes, visto a forte concorrência do mercado, como as novas plataformas Disney+ e HBOMax.

Comentários
  • Aarilson Silva

    E vai continuar caindo, tudo que prestava saiu ou ta saindo.

  • Pedro Henrique

    Claro, com aquele monte de séries porcaria.

  • Eduardo Jose de Andrade

    A streaming wars Z vai ser difícil pra Netflix, já tá vendo que vai ter que pedir arrego.

  • Ikizer Donno

    Como eu dizia:”Não demorará para que aqueles botões do Netflix e Amazon no controle remoto se tornem inúteis!”.

  • toygame lan

    Na verdade o que aconteceu mesmo,foi que muita gente tbm ,começou a dividir suas conta entre as pessoas.

    È complicado ter que assinar várias plataformas para assim ter acesso aos conteudos,isso deve afetar outras plataformas futuras tbm

  • Vitor

    Eu sinceramente, por mais que goste muitos de animes, não tenho Netflix por causa disso e nem deixaria de ter. Vários outros conteúdos super legais como Dark, Rick e Morty, entre outros. Se eu quiser animes, vejo na internet mesmo, muito mais prático do que pistolar atoa.

    • Zen Ryo

      Só não esquece uma coisa.
      Estamos em 2.019, quase nenhum canal aceita dubla novos animes.
      Os únicos que possuem esse nível de coragem são o Crunchyroll e a Netflix.
      E o Rede Brasil e melhor canal de TV aberta, pois ele exibe animes que os outros têm medo só mencionarem os nomes.
      Por isso devemos fazer mais e mais pressão na Netflix para que invistam na dublagem de novos animes que o C.N DXD, Nick e varios outros não podem exibir.

  • Moroboschi

    Não quero polemizar ,mas a correção política mais forte é uma tendência geral no entretenimento
    norte-americano atual(uma razão para animes e doramas estarem cada vez mais populares).

  • shipuca

    A Netflix apresenta um catálogo muito amplo, mas na minha opinião de 100% do conteúdo, só sinto vontade de ver 5%. São muitas séries e filmes horríveis… Com a Disney e a Warner nos EUA, a tendência é a Netflix cair mesmo, em questão de exclusividade vai ficando para trás

    • Yusuke Urameshi

      Melhor assinar a crunchroll.

  • ridículo seu comentário, zero de embasamento técnico dos motivos pela queda (talvez pela maior oferta de serviços de streaming?) e assiste quem QUER, ninguém é obrigado a assistir.

  • Yann Carlos

    Se vc soubesse que tá equivocado sobre essa frase “Quem lacra não lucra” é só dar uma olhada de quantos milhões as empresas que apoiaram a Parada Lgbt conseguiram. E vc tá certo, ninguém é obrigado a assistir o mesmo clichê de sempre de ver heteros se pegando em filmes e seriados direto. É um saco. Se prepara querido, que vc ainda vai ver muito bejo gay na sua TV mesmo que vc não queira! Hehe

    • Jonathan Oliver

      ata Kkkkkkk vai sonhando

  • doko

    No Netflix ou não, queria saber porque você prefere dublado ao áudio original? (pergunta honesta, sem segundas intenções).

    Eu também adorava dublado, mas depois de insistir no áudio original, me acostumei e não volto atrás.

  • Jorge Luiz

    Eu amo a dublagem brasileira… Mais se não estiver dublado vejo legendado mesmo mas, prefiro dublado.

  • CR0M1D1A

    Não faz sentido encaixar o CR na lista de rivais, porque primeiro, a Netflix produz series, filmes, documentários e animações. Enquanto o Crunchyroll é focado apenas em animações ao estilo japonês! E segundo, a CR não rivaliza com a Netflix, pois como explicado acima, o CR só produz animações (no estilo japonês) ou seja seu escopo de atuação é limitado pelo próprio seguimento em que ela atua.

  • JJ

    Netflix vive tirando boas animações do catálogo, as únicas q estão seguras são as “originais”. Alem disso tenho q concordar poucas series da Netflix, me parece, prezarem qualidade; Netflix em geral sempre prezou quantidade.

  • CR0M1D1A

    Vai me desculpar, mas Stranger Things não era para ter tido novas temporadas! Dark nunca senti vontade de assistir The Rain idem.
    A unica que vejo o mainstream (povão) falar muito é, La casa de papel e Black Mirror que nem é do netflix….
    Eu vejo que a Netflix esta perdida nesse monte de serie teen! E unica serie que se pode dizer cargo chefe dela é Stranger Things, porem ela esta espremendo uma toalha úmida (em minha opinião). Ela esta carecendo de series produzidas por ela mesma que seja popular, desde Stranger Things as series populares (ao menos que vejo meu circulo de amigos mencionar) são series que ela licencia de outros canais.

    • Gerson

      Vamos torcer para que no ano que vem a Netflix reconheça que no mundo do entretenimento do stream diferente da TV é que, na teoria gera dinheiro com conteúdo pra crianças e jovens, mas na pratica o que gera lucro é conteúdo para adultos (Ação, Mistério, Ficção, entre outros). Muita coisa vai mudar em 2020, vamos torcer para que produza mais conteúdo original e que sege bom para nós.

  • JJ

    Vejo grande potencial na HBO, Chernobil foi um tiro certeiro.

  • O problema da Netflix é a mar qualidade dos seriados, pq ela que colocar muitos seriados a qualidade fica uma grande merd@, simples assim.

  • CR0M1D1A

    Não desgosto da dublagem br, desde que seja bem feita. Eu por exemplo não assisto animes dublados em br que eu já os tenha assistido em japa (legendado). A não ser que as vozes dos dubladores forem bem parecidas! Por exemplo a dublagem de ‘sete pecados capitais’ ficou maravilhosa em br, pois eles escolheram vozes que se assemelham aos dubs japoneses!

  • CR0M1D1A

    Esse manja de mercado kkkkkkkk

  • CR0M1D1A

    Não existe rivalidade amigo! Vou exemplificar pra ver se vc entende: Um produz bicicletas, carros, motos e caminhões (NETFLIX). E o outro produz somente bicicletas (Crunchyroll). Pode se dizer que ela concorre somente com a área de bicicletas da outra (concorre porem não rivaliza) mas, ela não compete diretamente de igual pra igual (nas outras áreas) para ser considerado um rival pelo mercado (até porque ela só atua no foco de um seguimento).

    Se um dia (creio ser muito difícil) a crunchyroll começar a produzir series, filmes e documentários em live action, ai sim ela entra na lista de possíveis rivais. Mas, mesmo se a crunchyroll produzisse isso tudo não seria uma rival para a netflix, para rivalizar ela teria que ter um valor de mercado e lucros próximos aos da netflix.

    • Zen Ryo

      Tudo bem.
      Agora eu realmente entendi.

    • Zen Ryo

      Agora eu realmente entendi.
      Obrigado pela explicação.