Netflix ultrapassa 137 milhões de assinantes no mundo

Por Gabriel Fernandes em

Netflix / Divulgação

No último trimestre, a Netflix teve uma adição de 7 milhões de novos assinantes, chegando a 137 milhões mundialmente, como informa a CNN. O resultado supera as expectativas da empresa para o período e fez suas ações subirem 14%, um bom resultado depois de ficar abaixo do esperado no trimestre anterior a esse. Agora, para a última parte do ano, a plataforma espera conseguir mais 9,4 milhões de assinaturas.

O CEO da Netflix, Reed Hastings, comentou que a discrepância entre as estimativas e o resultado final, são apenas questões de previsão e não de mudanças estratégicas da empresa. Comentando sobre o futuro, ele revelou que pretende focar nos assinantes pagos, que somam 130 milhões, pois o resto está em período de teste gratuito.

Dos novos clientes, 6 milhões são do mercado internacional. Isso ocorre pelo investimento da Netflix em produções originais de diferentes países. Foram 80 produções não tendo inglês como idioma original, e algumas delas conquistaram boas recepções de público e crítica, como Dark (da Alemanha) e Sacared Games (da Índia).

Não só produções internacionais originais do serviço de streaming têm crescido. No total a plataforma estima estrear 700 novas produções esse ano. No trimestre anterior, a Netflix lançou comédias românticas que fizeram muito sucesso, visto que 80 milhões de usuários assistiram a pelo menos uma das seis.  Assim, os filmes estão no foco do serviço, com o próximo grande lançamento sendo o aclamado Roma, de Alfonso Cuarón (Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban) que deve ser destaque na temporada de premiações, pois a Netflix também vai lançá-lo nos cinemas.

Tudo isso gera custos, e a empresa terá o fluxo de caixa livre negativo de US$ 3 bilhões. Sobre isso, Hastings mencionou que tem confiança nos investimentos em produções originais e tenta provocar isso nos investidores também. A empresa estimou que gastaria US$ 8 bilhões em programação original nesse ano, porém analistas da Cowen revelaram que o valor pode chegar à US$ 13 bilhões.

O aumento em investimento era esperado em meio a crescimento de concorrentes como a Amazon e a HBO agora sob controle da AT&T, e com o surgimento de novos serviços de streaming de grandes empresas como Apple e Disney. O executivo revelou que estar numa posição confortável em relação aos concorrentes porque já estão estabelecidos, e que evita se concentrar neles, mas espera uma forte competição em algum momento.

Sobre a perda de conteúdo no catálogo ocasionada pelo fato de os estúdios estarem criando suas próprias plataformas de streaming, como a Disney que removerá suas produções da Netflix, o diretor de conteúdo da empresa, Ted Sarandos, comentou em um evento que a Netflix tem se destacado mais por seus conteúdos originais, que estão cada vez mais ampliando. E ele não vê que estúdios estarem montando suas próprias plataformas seja prejudicial, pois, segundo ele, disponibilizar na Netflix era um bom negócio, dava lucros, por isso espera que novos acordos sejam firmados diante dessa expansão do mercado.

Comentários
  • toygame lan

    Serviços de streaming é o futuro e o começo do fim da era de TV .
    O problema é que já tem muito serviços de streaming e vai ser complicado pagar tantos ao mesmo tempo para ver os conteudos exclusivos de cada uma.

    • Lucas

      Eu sou completamente a favor do menos plataformas de streaming possível! Se as empresas negociassem em uma só rede, geraria mais assinantes e mais lucro. Mas infelizmente querem ter suas próprias plataformas.

      • toygame lan

        Menos vai criar um cartel,tem que ter muitas mesmo para fazer uma grande concorrenica.
        A questão de assinaturas é algo que vai sendo estudado pelas empresas com o tempo.

    • Nero ZeroX

      Sobre o fim da era da tv, isso é uma evolução natural…e outra o NF no Brasil entrou de fininho graças ao PS3 e X360 que vinham de fábrica com o aplicativo instalado…o que evitou que as grandes emissoras como RGT,SBT, Rede Record e afins tentassem expulsá-lo apesar das diversas tentativas fracassadas….na minha casa, o pessoal vai de internet, NF,games e poucas vezes assistimos o canal aberto…e canal fechado venceu o contrato e não foi renovado….Off.: Chega destes -istas,-ismos,intolerâncias,preconceitos,mentiras e afins, chega de novelas, programas e afins com os mesmos apresentadores e outros que nada tem a acrescentar em nossas vidas…Off.: Mal mente acompanhamos a Copa do Mundo deste ano, F1 e afins…Off.: No fim do ano vou assinar a Plus, para poder ter acesso total ao sistemas do PS4, ou seja jogar games como Overwatch e fazer várias disputas dos modos online do SF 5….

  • Yellow Hair

    Conta contas piratas?

    • Eduardo Jose de Andrade

      Acho que não, mas o número de pessoas que assistem deve ser no mínimo o dobro, pois muitas pessoas usam a mesma conta pra ver, seja ex namorada, filhos, irmãos etc, então eu chuto que umas 300 milhões de pessoas usam a netflix, mas só 130 milhões pagam.

  • Eduardo Jose de Andrade

    Mas depois que Disney e Warner lançarem seus serviços de streaming a coisa vai mudar e pesar pra Netflix, mas ela ainda provavelmente ainda será a maior titã desse ramo pois foi uma boa pioneira.

  • Dark Leon

    Estes FDP lucrando e as dublagens de animes sendo cagadas e destruidas por pólos ruins no Brasil graças ao lixo da SDI MEDIA e Lyuno Media Group!

  • Léwow

    E q cresça bem mais