Pantera Negra: Kevin Feige revela filme trouxe maior diversidade à Marvel

Por Gabriel Fernandes em

Marvel Studios / Divulgação

Em entrevista ao Coming Soon, o presidente da Marvel Studios e produtor dos filmes desse Universo Cinematográfico, Kevin Feige, revelou que o sucesso de Pantera Negra serviu como incentivo para a Disney incluir mais diversidade e representatividade em seus filmes, e agora dar mais atenção ao potencial de heróis negros.

Feige afirmou que esses personagens se encaixam no que a Marvel Studios vem fazendo, pois possuem ótimas histórias nos quadrinhos. Ele ainda reforçou que o sucesso de Pantera Negra foi um bom encorajamento para o estúdio nesse sentido. O produtor também comentou que histórias de ficção científica que trazem guerras e diversidade de raças, de certa forma dialogam com a sociedade contemporânea, e citou os X-Men como bom exemplo disso.

Ele afirmou que faz filmes sobre pessoas, e que essas produções, além de divertirem, trazem uma mensagem. Para completar, citou uma frase do diretor de Pantera Negra, Ryan Coogler, que afirma que o fato de o filme possuir negros na maior parte do elenco, não impede pessoas que não sejam negras de se identificarem com os personagens. Já sobre o próximo passo da Marvel nesse sentido, trazendo o primeiro filme solo de uma de sua heroínas, a Capitã Marvel, Feige revelou que é inspirador, mesmo estando apenas na fase de filmagens.

Com Capitã Marvel e a sequência de Pantera Negra programados, e com a promessa de incluir diretoras em suas produções e de trazer personagens LGBTQ, a Marvel Studios se mostra comprometida em trazer diversidade para suas produções. Além disso, há a possível compra da Fox pela Disney, que se ocorrer e trouxer os X-Men de volta para a Marvel Studios, irá trazer ainda mais possibilidades nesse sentido.

Comentários
  • toygame lan

    diversidade e representatividade não é problema,até por que as HQs sempre fizeram isso.
    Mas tem que ter boas historias se não é só militancia mesmo

  • Vino

    já tô até vendo, os barbudos de 40 anos reclamando na internet, por conta de um personagem LGBTQ.