Star Wars: Os Últimos Jedi tem estreia decepcionante na China

Por Matheus Sousa em

Divulgação. © Disney/Lucasfilm

Star Wars: Os Últimos Jedi (The Last Jedi), que recentemente ultrapassou a marca de US$ 1 bilhão nas bilheterias mundiais, teve uma estreia decepcionante na China, um dos principais mercados para a indústria, informa a Variety.

Em seu primeiro dia, o longa arrecadou modestos US$ 8,2 milhões e o segundo lugar nas bilheterias, atrás da comédia local The Ex File, que fez mais US$ 15,7 milhões em sua segunda semana em cartaz, mesmo que em um número menor de salas.

A Disney esperava uma arrecadação muito maior visto a intensa campanha de marketing feita no país, entretanto, cabe destacar que a China nunca abraçou tão bem a franquia, com resultados quase sempre medianos, algo similar ao Brasil (ultrapassado na segunda semana por Extraordinário). O Despertar da Força faturou por lá US$ 124 milhões, enquanto Rogue One ficou com US$ 69,5 milhões.

Os Últimos Jedi segue em cartaz.

Comentários
  • Anubis_Necromancer

    Piratear muito o filmes antes do lançamento dá nisso XD

    • era pra ter entrado com diferença no máximo de duas semanas já que a franquia não tem muita força deixar pra 1 mês de diferença e tirou no escuro

  • Cecília Lima

    Esses chinas são doidos, só pode…

    • Yellow Hair

      Falta de cachorro dá nisso!

    • Erivelton Freitas

      Ou apenas pessoas que pensam e com opinião. Ninguém é Obrigado a gostar de Star Wars, que desde sempre, foi uma franquia muito superestimada.

      • Zarchary Rabbido

        Alguem com senso comum sem essa babaquice de pseudo-nerdismo e adoração em Star-Wars

      • Bruno

        Mas se fosse da Warner não seria superestimada, né militante? A franquia vai muito mais além dos filmes, tem que ser muito idiota pra achar que só se limitam nos filmes.

      • Só ganko lvl12

        Espero que seja uma brincadeira ou você realmente é ignorante. Star Wars não é popular na China por simplesmente ter sido exibido 38 anos depois do seu lançamento (aconteceu em 2015), portanto, eles não tem uma fanbase que assistiu os filmes em 77. (O filme no Brasil estreou em 78 por exemplo). E o pior, você foi conseguiu se afundar mais ainda na lama, ao dizer: “Foi uma franquia muito superestimada”.

        • Erivelton Freitas

          Eu vou repetir a frase, porque acho que a facada não doeu o suficiente… STAR WARS SEMPRE FOI UMA FRANQUIA SUPERSTIMADA!!!!!!!!

          Meu amigo, quer falar de fanbase?! Vamos falar de fanbase! A média de pessoas que foram assistir esses novos filmes do Star Wars são em sua maioria, jovens de 20 a 35 anos. Gente mais antiga, de 40, 45 ou 50 foram uma enorme minoria. Gente que cresceu e viveu o Brasil dos anos 70, 80 e 90 estão cagando e andando para a Saga Star Wars, então essa velha história de ‘fanbase’ na forma como você quer colocar não existe.

          A Fanbase de Star Wars no Brasil, e a gente vê pela idade do público, é muito mais recente e composta de gente que ouviu falar bem dos filmes do que propriamente os assistiu. Metade desse público, assistiu Star Wars de 2000 para cá. Então não me venha com essa de ‘fanbase maior’ por causa do tempo de exibição, porque os números de faixa etária de público não mente, e gente de 20, 25 anos não viveu os anos 70/80 para saber de alguma coisa.

          No mais, continua sendo sim uma franquia bem SUPERESTIMADA, no próprio mundo nerd/geek, existem muitos que não estão nem aí para Star Wars ou mesmo gostam da história, então será que você achou em seu mundinho fechado que realmente existe uma obrigação no mundo Geek/Nerd mundial de gostar de Star Wars por qualquer razão que seja. Não seja presunçoso sabe, porque é isso que realmente ‘afunda’ uma pessoa. Achar que o mundo roda em torno de seu umbigo, gosto e opiniões!

          Superestimada SIM SENHOR! Não e nem nunca será essa Coca-Cola toda! Se é pra você e para tantos outros, beleza! Mas para uma outra boa parte de pessoas, não é nada importante!

          • Só ganko lvl12

            Realmente, você conseguiu me surpreender, parabéns. Mostrou o quão ignorante é, ou pior, também é um idiota. Permita-me pegar este comentários e fazer um poster – assim poderei rir eternamente da sua frustração com Star Wars, pois em nenhum momento eu citei que deveria ser uma obrigação assistir os filmes (assista quem quiser!).

            Entretanto, a franquia deve ser merecidamente respeitada pela sua importância na história do cinema e da cultura. Criou uma nova geração de efeitos especiais e influenciou grandes cineastas como James Cameron, Ridley Scott, Peter Jackson, Cristopher Nolan, entre tantos outros. Star Wars vai muito além dos filmes (como o Bruno comentou), mas parece que você não enxerga isso e prefere ficar passando vergonha na internet.

            “Meu amigo, quer falar de fanbase?! Vamos falar de fanbase!” – Amiguinho, os filmes de 2000 são apenas pré-sequencias da trilogia clássica, sua grande maioria de espectadores foram influenciados pelos filmes de 70-80. Mas não se pode excluir a curiosidade das pessoas em assistir pelos comentários positivos, pois os filmes começaram a ser lançados em 77, e sendo prequels, eles assistiriam os clássicos tranquilamente.

            Enquanto as pessoas que viveram no Brasil nos anos 70, 80 e 90, QUE ASSISTIRAM STAR WARS, elas podem se importar com a franquia, não necessariamente indo ao cinema para provar sua integridade com a fanbase, elas simplesmente passam para seus filhos e netos. E é por isso que jovens de 20-25 anos conseguem (em sua maioria) descobrir o que é Star Wars. Diferente do que é visto na China, que as pessoas não tiveram a mínima familiaridade com a franquia antes de 2015, ao menos pirateando.

            Star Wars – O Despertar da Força (também conhecido como episódio 7), fez 2 bilhões de dolares, quase 1bi foi apenas nos Estados Unidos (936,6 milhões). Isso revitaliza a marca, conquista novos fãs, e coloca todos no clima dos lançamentos da trilogia clássica, pois muitos não tiveram a oportunidade de vivenciar aquele clima, e esta nova trilogia vem para dar continuidade ao universo rico de Star Wars.

            “Os Últimos Jedi” vem sendo aclamado pela crítica e alcançou 1 bilhão em 17 dias de exibição. Mas infelizmente “é uma franquia superestimada”, os fãs vivem em um “mundinho fechado” e ela “nunca será essa Coca-Cola toda!”.

            Bom deve ser os filmes da Warner/DC, com Liga da Justiça fazendo menos que Thor Ragnarok. =D

          • Aldrin Santos

            Falou pouco, mas falou bem e bonito. Faço suas palavras as minhas.

      • Icaro Felipe

        Uau

        Se você não gosta então é superestimado

        • Erivelton Freitas

          Se você só eu que não gosto! Tenho realmente muita preguiça de comentários como o seu, sendo bem franco!

  • Rafael Bueno

    e devemos agradecer aos fãs exagerados e IDIOTAS

  • toygame lan

    mas eles não conhecem a franquia como o resto do mundo,logico que por lá não faria numeros altos

  • Zarchary Rabbido

    Superestimado não quer dizer lucro exato em todos os cantos :v

  • Tori

    Já ganhou mais que Liga da Justiça, então estou de boa.