The Loud House: 4ª temporada estreia no Brasil com Os Casagrandes

Por Nielsen Souza em

Nickelodeon / Divulgação

A Nickelodeon estreou na sexta-feira passada (2 de agosto) a quarta temporada de The Loud House no Brasil, que dedicará cinco primeiros episódios aos Os Casagrandes, personagens que farão parte de um novo spin-off derivado da série que será lançado pelo canal em outubro nos EUA.

A numerosa família hispânica vive junta sob o mesmo teto e irão trazer lições de cultura, diversidade e amor. Além de aparecerem nos capítulos iniciais, Os Casagrandes também poderão ser vistos durante toda a 4ª temporada de The Loud House.

A Nickelodeon exibe a nova temporada de The Loud House todas as sextas, a partir das 17h.

Comentários
  • Maria Júlia Santana da Silva

    Não sei como a Nick Brasil resprisa ao exaustão TLH todos os dias no canal, não sei o porque, TLH é bom desenho, mas infelizmente um desenho desses nunca vai cair nas mãos do SBT (devido á Silvia Abravanel), por ter personagens LGBT (Luna, Sam, e os pais do Clyde, Harold e Howard), e também pela polêmica de Korra no Bom Dia e Cia e vocês já sabem qual é essa polêmica, acho melhor a Paramount lançar os DVDs do desenho por aqui por mais segurança, e seria melhor TLH ir pra Band (apesar que iriam cortar algumas cenas, mas não impediria a exibição do desenho por lá), caso se eles retornarem exibir o Mundo Animado para o Brasil todo

    E nada ver com a notícia sobre TLH que vou falar aqui, mas vale falar aqui em neste comentário, mas recentemente três dias atrás lá nos States, na terra do Tio Sam o co-criador de Ren e Stimpy, Bob Camp (que criou Ren e Stimpy junto com John Kricfalusi), teve uma conversa com a Paramount Pictures, sobre uma possível aprovação de um possível filme de Ren e Stimpy, essa mesma coisa rolou dois anos atrás em 2017, e não foi aprovado, deixo o screenshot da conserva dele (que eu recebi de um usuário na wikia em inglês de Ren e Stimpy), cujo comentário dele (o último na verdade) que está debaixo dessa screenshot: https://uploads.disquscdn.com/images/46cdd1d8906c52cdeb99ec6d4e258238a087d51a899f8ae565134dd1ebcd169b.jpg

    • Vinicius Bruno

      Acho melhor ir pra Band tbm mas infelizmente a Band não Passa mais desenhos (Caso passase Sendokai Wakfu The Loud House Korra E talking tom and friends Na Band eu veria com Certeza)

      • Jvsp

        Ela ainda passa desenhos mas não os da Nick e sim os da Televix pois o contrato da Band e da Nick expirou em novembro de 2018 sem falar de Taina e Os Guardiões da Amazônia que foi feito pela Nick em parceria com a Band que deve ter sido engavetada pela Band junto com B-Daman, Doraemon e Super Onze

    • Tori

      Se você for olhar de um lado empresarial da coisa, vamos citar motivos que não haverá filmes ou séries de Ren and Stimpy em nossa geração atual:

      -Série com diversas controvérsias e assuntos polêmicos
      -Não rende marketing devido a essa coisa de “Only Adults”
      -Animação exige retorno financeiro (ainda mais atualmente) (apesar que sempre exigiu)
      -A popularidade dos personagens está underground
      -Sem possibilidades de parceria com empresas para produtos
      e por ai vai..

      Ren e Stimpy nasceram em uma boa época e devem permanecer lá. O mundo mudou muito, e o pós modernismo não aceitaria o jeito antigo deles.

      • Maria Júlia Santana da Silva

        Os motivos vc disse sobre a Paramount não vai querer aprovar de novo o possível filme de Ren e Stimpy estão certos, um filme de Ren e Stimpy (até o retorno do dinheiro da animação) custaria muito caro, a década de 2010 foi uma péssima década para Ren e Stimpy, por causa de muito problemas e polêmicas, talvez a década de 2020 seja melhor para a franquia ou talvez infelizmente não, se rolar uma outra tragédia ou problema para os criadores do desenho ou alguém da produção do desenho, seria melhor a Paramount adiquirir os diretos do documentário do desenho que foi finalizado ano passado e até agora não foi lançado, provavelmente pelos vários e tantos testes de screening lá nos States, e pelo screenshot do usuário na wikia em inglês de Ren e Stimpy, fez uma petição no Change (que é essa aqui: http://www.change.org/p/nickelodeon-make-a-ren-stimpy-revival-reboot-happen) para a Viacom vender os direitos do desenho para o co-criador de Ren e Stimpy, meio que vai ser impossível, por vários motivos, de copyright das três últimas temporadas que a Viacom e a Nick vai perder, Ren e Stimpy ter sido criado por John K. e Bob Camp, mas teve duas eras, era Spümcø e era Nick Animation, a Viacom não vai deixar vender os direitos de Ren e Stimpy para outra pessoa ou outro motivo qualquer

        • Tori

          Vivemos em uma época onde o politicamente correto reina.
          Fazer um desenho desse calibre é extremamente arriscado. Viacom/Nick não querem manchar sua popularidade por alguns fãs.
          A partir de 2020 continua na mesma.
          O mundo mudou, e com essa mudança, nossos desenhos antigos não tem chance de voltar a vida sem modificar sua essência.

          Sobre a venda, é certo que irão negar.
          O desenho faz parte do portfólio do canal, e pode ser usado em streamings futuras ou em blocos de comemoração aos velhos tempos em algum canal vinculado a Viacom.

          https://uploads.disquscdn.com/images/273e7b1fb3ad1cb4e46d3ff2a4c8949d9d510ac2968e089dde067a4b97707e2e.jpg

          • Maria Júlia Santana da Silva

            Totalmente de acordo o que você disse sobre a Viacom irá negar sobre a venda dos direitos de Ren e Stimpy para de um de seus criadores, e com certeza o usuário (que enviou o screenshot, também ter feito a petição, com objetivo de arruinar a reputação da Paramount Network/Spike TV, só causa “de terem arruinado a reputação de Ren e Stimpy em 2003”) irá ficar chateado, vi agora a petição tem 101 assinaturas, mas acho o tema que essa petição (é dos direitos de Ren e Stimpy serem vendidos) que o pessoal assinou e o usuário quer não vai se cumprir e não vai se tornar real infelizmente para a tristeza deles, pois a Viacom vai dizer não pra venda dos direitos do desenho Ren e Stimpy deles para um dos criadores do desenho, pois não querem perder dinheiro e provavelmente, outras coisas como royalties e afins